terça-feira, janeiro 27, 2009

15ª Jornada

Na última jornada da primeira volta, os jogos em análise foram:

Belenenses  - 0  Benfica  - 0  (Elmano Santos)

Aos 27' fica uma grande penalidade por assinalar contra o Belenenses por falta de Marcelo que agarra Yebda 
dentro da área após a marcação de um livre. No minuto 50, Suazo cai na área após passar pelo guarda-redes do
 Belenenses. Parece ter havido um contacto entre os dois jogadores, mas não suficiente para derrubar Suazo que dá ainda 2 passos e só depois se deixa caír. Bem o árbitro ao nada assinalar e mostrar o amarelo ao avançado benfiquista. No minuto 70' fica uma grande penalidade por assinalar contra o Benfica quando Miguel Vitor
 deixa a perna para trás derrubando Marcelo após um cruzamento da esquerda. 
No minuto 76 é bem anulado um golo a Nuno Gomes por 
fora de jogo. No minuto 81 Miguel Vitor é expulso por acumulação de amarelos. Erro do árbitro, uma vez que no primeiro amarelo por suposta falta sobre Zé Pedro, o defesa benfiquista não toca
 no jogador do Belenenses. Também no segundo amarelo por suposta falta sobre Marcelo, vê-se que o avançado
 do Belenenses puxa a camisola de Miguel Vitor embrulhando-se depois os dois jogadores. Erro contra o Benfica.
No minuto 84 fica uma grande penalidade por assinalar contra o Benfica quando Reyes puxa 
pelo braço de Porta dentro da área quando este seguia com a bola, derrubando-o. No minuto 94, fica nova grande penalidade por assinalar contra o Belenenses quando Carciano impede com o braço esquerdo na cintura de Suazo
 que o hondurenho prossiga para a bola após assistência de Nuno Gomes.
2 erros a favor do Benfica, 3 contra, passando o Factor de Colo para 10/19, sem alteração da Colossificação que se mantém em -2.




Nacional  - 1  Sporting  - 1  (Artur Soares Dias)

Aos 7 minutos Nené inaugura o marcador com um chapéu de
 longe aproveitando o adiantamento de Rui Patrício. No minuto 9, fica uma grande penalidade por 
assinalar contra o Sporting quando Rui Patrício derruba Cop já perto da linha de fundo. Aos 32' o árbitro assinala grande penalidade por empurrão pelas costas de Abel
 a Nené. Nené permite no entanto a defesa a
 Rui Patrício. No final da primeira parte, Vukcevic empata
 a partida ao desviar na pequena área um cruzamento de Izmailov. No minuto 84 é bem anulado um golo a Liedson
 por se encontrar em fora de jogo quando Derlei efectua o passe de cabeça.
1 erro a favor do Sporting, passando o Factor de Colo para 10/9 e sendo acrescentado +1 ponto na Colossificação que passa para +2.


Sp. Braga  - 0  F.C. Porto  - 2  (Paulo Costa)

Aos 20' o F.C. Porto inaugura o marcador por intermédio de Rodriguez 
após assistência de Hulk. Golo no entanto irregular uma vez que Hulk se encontrava em posição de fora de jogo
 quando Fucile faz o cruzamento. No minuto 30 Lisandro aumenta 
a vantagem após passe longo de Raúl Meireles e desatenção da defesa bracarense. No minuto 41 é bem anulado um golo a Tomás Costa
, uma vez que no momento do passe só tinha um defesa entre ele e a linha de baliza, estando o guarda-redes Eduardo mais adiantado. No minuto 70 fica uma grande penalidade por assinalar contra o F. C. Porto por falta de Cissokho
 sobre Alan, puxando-o pela anca, primeiro fora da área e depois continuando já dentro da área. No minuto 79, nova grande penalidade por assinalar contra o F. C. Porto quando Meyong desvia a bola de Helton sendo derrubado por este com
 o joelho. No minuto seguinte, lance duvidoso na área do F. C. Porto quando Guarin intercepta um cruzamento de João Pereira, tendo os jogadores bracarenses reclamado mão na bola. As imagens não esclarecem parecendo no entanto que Guarin toca na bola com o braço
 mas estando este encolhido junto ao corpo. Benefício da dúvida para o árbitro.
3 erros a favor do F. C. Porto, passando o Factor de Colo para 12/8 e sendo acrescentados +3 pontos na Colossificação que passa para +4.





Etiquetas:

14 Apitos:

Anonymous Anónimo disse...

Como é que é possivel considerar-se penalty o do Meyong? Repara bem na perna dele e no Helton, o Helton pára e o Meyong já sem hipótese de chegar à bola deixa ficar a perna para haver contacto simulando a falta, acho que isto é claro.

O golo (mal) anulado ao FCP dou o beneficio da duvida mas não esquecer que agora conta o corpo todo e o GR como está inclinado mete em jogo o Tomás Costa mas pronto, aceita-se.

No jogo do belenenses o lance do Marcelo há uma falta antes do Yebda(empurrão) e depois é que há a falta do Marcelo, "estranho" só teres visto a ultima(que de facto há). Por fim, no ultimo lance, o Suazo atira-se descaradamente para a piscina, não há imagem que mostre falta alguma a não ser os 2 embrulhados, onde viste a falta podemos saber?

De resto, penso que até está mais ou menos bem ajuizado da tua parte.

12:33 da manhã, janeiro 28, 2009  
Blogger André Leal disse...

Boas:

Não sei a que lance do Miguel Vítor (70 minutos) te referes, mas vou vê-lo e depois pronuncio-me.
Quanto ao penalty do Reyes até admito que consideres falta, porque eu também sou daqueles que considero que o futebol, apesar de ser um jogo de contacto, não é um jogo de agarrões, que é o que Reyes faz no braço do jogador do Belém. No entanto não digas que o derrubou. Por outro lado parece-me incoerente considerares esse lance falta e não considerares o do Suazo, no qual o Guarda Redes também lhe toca. Ou seja, em ambos os casos os jogadores sofrem uma falta que não os derrubaria e eles mandam-se ao chão. Assim, ou não consideras falta nenhum, ou consideras os dois, porque a única diferença é a qualidade do teatro, que no caso, foi melhor o do belenense. E também considero que o agarrão do Katso ao Alan na jornada passada e que tu não consideraste foi muito mais evidente do que este do Reyes.
Ainda neste jogo parece que te esqueceste do lance em que um jogador impediu em mergulho a progressão do Suazo que estava isolado, pelo que seria vermelho.

O lance do Guarin é penalty, dá para ver nas imagens em velocidade normal.

4:16 da manhã, janeiro 28, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

apenas acho que no jogo do benfica ficou um vermelho por mostrar ao jogador do belenenses, no minuto 12 se nao estou em erro, quando o suazo e derrubado a entrada da area. ele, se nao tivesse sofrido a falta, ficaria isolado em frente ao guarda redes.

9:58 da manhã, janeiro 28, 2009  
Blogger Offshore disse...

A cotovelada do Rochemback não merece um comentário ?!?

Louvo a forma como analisaram o lance do Guarin. Até pode parecer mas não há imagens que o demonstrem.
Há quem lhe baste as riscas azuis e brancas para dizer que há falta do Guarin

11:03 da manhã, janeiro 28, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

E o penalty sobre o Hulk a preceder o fora de jogo do 1º golo?
Ricas vistas!

7:52 da tarde, janeiro 28, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

perdeste toda a credibilidade com a analise do jogo do belenenses. ja no rio ave - benfica me cheirava a lagartisses neste blog.

7:52 da tarde, janeiro 28, 2009  
Blogger quartoarbitro disse...

bruno, o Meyong não tem hipóteses de jogar a bola mas é a partir do momento em que é derrubado, uma vez que a bola só saíu porque Fucile a cabeceou para fora. Quanto ao golo anulado ao Tomás Costa, era preciso que o guarda-redes, mesmo inclinado, estivesse com alguma parte do corpo mais próxima da linha de jogo do que o pé esquerdo do Tomás Costa, o que não me parece. Quanto ao lance do Yebda, penso que eles se agarram inicialmente os 2, não sei quem agarra primeiro, mas no fim é o defesa a derrubar o Yebda. Existe também um empurrão de Luisão a outro defesa, mas que se dá depois do Marcelo começar a puxar o Yebda. Relativamente ao lance do Suazo, vê-se no início do lance o braço do defesa na cintura do Suazo, que depois com o movimento dos jogadores fica Suazo a tapar o braço, mas pelo movimento e pela queda simultânea dos dois, a falta existe.


andré, o lance do Miguel Vitor é o que está na imagem, após um cruzamento do lado esquerdo do ataque do Belenenses. Não é muito claro, mas fica a ideia que o Miguel Vitor deixa a perna para trás derrubando o jogador do Belenenses. Quanto à comparação do lance do Reyes e do Suazo, a diferença é que no do Reyes o avançado cai após o contacto, pelo que a típica dúvida da intensidade, só o próprio avançado poderá esclarecer.No lance do Suazo, se ele caísse logo após o contacto, consideraria penalty, tendo ele dado mais 2 passos, claramente não foi o contacto que o derrubou, tendo-se feito à falta. O lance do Alan na jornada anterior, eu menciono que existe agarrão de Katsouranis, tal como existe puxar da camisola por parte do próprio Alan, mas tal como neste lance, aí o Katsouranis faz o corte e só depois o Alan se faz à falta. Relativamente ao lance em que o Suazo é derrubado por um mergulho de um defesa, não considero que seja para vermelho dado que Suazo tinha um defesa ao seu lado, e a própria falta, que existe, não me parece voluntária, acho que o defesa tenta cabecear, só que o Suazo desvia primeiro a bola com o joelho. O lance do Guarin, dá-me ideia que toca com o braço nas imagens em tempo real, mas nessas mesmas imagens também me parece que ele tem o braço encolhido junto à barriga, pelo que nesse caso não consideraria falta. De qq modo as imagens não esclarecem.

1º anónimo, esse lance está comentado acima na resposta ao andré.

offshore, nesse lance do Rochemback , tal como num semelhante do Hulk, e ao contrário de outros já aqui analisados, não é clara a intencionalidade de atingir o adversário, pelo que dou o benefício da dúvida ao(s) árbitro(s).

2º anónimo, não sei a que penalty te referes, não vi falta sobre o Hulk antes do fora de jogo, existe sim um contacto com João Pereira quando o Hulk passa por ele, mas perfeitamente legal.

3º anónimo, se concretizasses quais os lances que tens opinião contrária, talvez conseguisse argumentar qualquer coisa, assim, é mandar postas para o ar.

11:57 da tarde, janeiro 28, 2009  
Blogger André Leal disse...

É verdade, anónimo das 7:52, o Hulk sofre um encontrão que, para mim, seria penalty se ele não estivesse fora de jogo. Claro que estando em posição irregular e fazendo-se à bola nunca poderia ser penalty.

12:05 da manhã, janeiro 29, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

quarto árbitro, o problema está aí, o Meyong não é derrubado. Eu referi a da não possibilidade de ele chegar à bola porque foi isso que o fez atirar-se para a piscina mas pronto, se tu preferes acreditar que é falta tudo bem.

Em relação ao do T.Costa a verdade é que o está a por em jogo, é evidente a linha dos ombros com as do pé do T.Costa.

Quanto ao lance do Yebda estás a mentir, o Yebda empurra o defesa e depois é que lhe é feita a gravata.

12:37 da manhã, janeiro 29, 2009  
Blogger nobigdeal disse...

quarto árbitro:
poderei estar a ver mal, mas na imagem que coloca do golo anulado ao Tomás Costa, a linha virtual colocada na imagem (provavelmente retirada do corpo do guarda-redes)não o está a colocar em jogo?

Cumps :)

6:30 da tarde, janeiro 29, 2009  
Blogger quartoarbitro disse...

a linha virtual está tirada erradamente do pé esquerdo do defesa bracarense, quando deveria ser tirada da parte do corpo do guarda-redes que estiver mais próxima da linha de fundo. No entanto, não é colocar simplesmente uma linha por cima da cabeça do guarda-redes, o que conta é a projecção dessa zona do corpo na vertical para o chão, senão por essa ordem de ideias o Tomás Costa também teria a cabeça quase na linha de fundo. A ideia que fica da s imagems (no tamanho aqui colocado poderá não ser evidente) é que o Tomás Costa tem o pé esquerdo mais próximo da linha de fundo do que qualquer parte do corpo do guarda-redes.

11:16 da tarde, janeiro 29, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Não mintas quarto árbitro, aqui ninguém é cego, como é que o T.Costa teria a cabeça perto da linha de fundo se ele tem o corpo precisamente no sentido oposto à do GR? O pé é o membro do T.Costa mais perto da linha de fundo tal como o tronco do Eduardo, logo a linha teria de ser taçada pelo tronco do GR que está em linha com o pés esquerdo do T.Costa, não tentes deturpar a verdade.

12:36 da manhã, janeiro 30, 2009  
Blogger André Leal disse...

Boas

Já vi o suposto penalty do Miguel Vítor e aceito, apesar de achar que foi um embrulhanço entre os jogadores não promovido por ninguém. Para mim não era falta mas, como disse, aceito.

Tendo também visto melhor o lance do penalty do Suazo que não consideraste, mudei um pouco de opinião. Na tua análise dizes que ele ainda dá dois passos, o que não é verdade. Dá apenas um e, quando vai a colocar o pé que foi travado pelo Guarda Redes coloca-o muito atrás do outro (quando, no movimento normal deveria ir para a frente), devido ao toque, pelo que se pode ter desequilibrado e caído. É um caso de difícil análise mas, se fores a ver bem, acontece o que digo. O toque não o desequilibra na origem, dado não atingir o pé de apoio, porém, e dada a passada larga do Suazo, impede-o de continuar a sua "cavalgada".

4:39 da tarde, janeiro 31, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

a falta do cissoko começa fora de area. logo nao é penalti. qual é a duvida? nao percebo esta gente. qual é a ideia de distorcer as coisas? é depois chegar ao fim do campeonato e dizer que o porto ganhou porque foi muito beneficiado?

11:08 da tarde, fevereiro 02, 2009  

Publicar um comentário

<< Home